MC MENOR OUSADO – VAI ROLAR ( VÍDEO CLIPE OFICIAL ) –

MC MENOR OUSADO E MUSA COQUEIRAL NA TÁVOLA REDONDA À BRASILEIRA

O Mc Menor Ousado e sua Trupe são funkeiros como se fossem uma fonte inesgotável, por isso quanto mais tirarem deles mais de tal fonte inesgotável jorrará a sua arte. Prova maior disso é o seu mais novo vídeo clipe “Vai Rolar”, que de saída, em menos de duas semanas, alcançaram mais de 8.500 acessos no Youtube.

Os Cavaleiros da Távola Redonda, segundo a lenda, foram os homens premiados com a mais alta ordem da Cavalaria, na corte do Rei Artur, no Ciclo Arturiano. A Távola Redonda, ao redor da qual eles se reuniam, foi criada com este formato pra que não houvesse cabeceira, representando a igualdade de todos os seus membros. Em diferentes culturas, o número de cavaleiros varia, indo de 12 a 150 ou mais.

O Mc Menor Ousado e sua Trupe (dez com ele) por meio de seu pancadão “Vai Rolar”, vídeo clipe oficial mais recente dentre uns 11 seus já lançados, são os mais novos representantes funkeiros dos movimentos sociais de resistência na arte de fazer uma música nova, despojada e descontraída em sua catarse mais pura à luz da “Poética” de Aristóteles. Convém aqui citar essa obra de Aristóteles por ser ele o filósofo grego que elaborou um tratado sobre arte pra distinguir uma boa música da ruim, na qual sua identidade se dá por meio da temperança.

Ressalte-se aqui que tais cuidados aristotélicos ocorrem na proposta musical do Mc Menor Ousado e sua Trupe ao entoarem seus pancadões bem ritmados, marcados e metrificados, Daí que instauram assim também uma espécie de novos Cavaleiros da Távola Redonda à moda brasileira. E o fazem com elegância, leveza e sutileza na maior alegria, descontração e prazer, só comparados à liberdade do carnaval. Tais evoluções de gestos nobres e generosos expressam quando entoam o carro chefe de seu clipe oficial “Vai Rolar”. E assim vão cantarolando o pancadão “Vai Rolar” por meio dum gesto nobre de pura catarse ao levantarem os braços ao ar no ritmo desse pancadão e na ginga de sua Musa Coqueiral.

Essa nova proposta do Mc Menor Ousado e sua Trupe, tudo junto e misturado, é revolucionária porque se trata duma verdadeira obra de arte, na qual eles plasmaram, aparelharam e traçaram seus versos pra denunciar, inclusive, corrupção em todos os níveis na cultura brasileira. E o fazem de forma elegante, suave e sem apelar ao baixo calão, à conveniência de interesses ignorados, nem tampouco fazer concessões com as tentações do vil metal capitalista selvagem. Tentações essas que, com certeza no futuro, se virariam contra si como se fossem enigmas indecifráveis que lhes devorariam todos juntos e misturados por meio, também, doutras máximas da psicanálise freudiana, lacaniana e foucoultiana: “decifra-me ou te devoro…”

Haja vista ainda que eles seriam assim mesmo devorados. Posto ainda ser dessa forma estranha e indesejável que lhes chegariam à fatura duma vultosa dívida impagável na cultura brasileira. Eis aí o preço que eles pagariam caso se se vendessem por poucos ou muitos dinheiros à condenação posterior do capitalismo selvagem, cruel e desumano. Além do mais que tal capitalismo selvagem, cruel e desumano é chato, insosso e apático, mostrando-se sempre monstruoso feito uma massa amorfa velha, surrada e incabível nessa nova era digital e cibernética dominada por eles: Mc Menor Ousado, Trupe e Musa Coqueiral.

Posto ainda que a propósito de “Vai Rolar”, clipe oficial de Mc Menor Ousado, Musa Coqueiral e sua Trupe, eles aparecem dançando nas águas dum azul verde-piscina e são dez ao todo, meninos e meninas lindas, umas verdadeiras gracinhas de tão lindinhas, lembrando aqui a máxima do poeta Vinícius de Morais: “As feias que me perdoem, mas beleza é fundamental!”.

Trata-se pois ainda de que Mc Menor Ousado e sua Trupe são a mais nova onda surfando na música do Brasil, o país do carnaval, do futebol e das belezas naturais dum paraíso perdido que somente eles agora encontraram e sozinhos por meio de seu pancadão “Vai Rolar”, clip oficial mais recente.

Todavia, contrários às concessões que tais, o Mc Menor Ousado junto à sua Trupe, e todos juntos e misturados, inovam por meio duma possível releitura dos Cavaleiros da Távola Redonda adaptada à cultura brasileira. E o fazem todos juntos e misturados por meio dum estilo novo, revolucionário e despojado, arrombando assim as portas do cenário tradicional da música nacional e propondo outro mais crítico à moderna música popular brasileira, partindo de sua aldeia Praça Coqueiral, Mangabeira, o bairro-cidade, com quase 200 mil habitantes, na capital da Paraíba. É… O funk da favela… O Politicamente correto aqui é uma porra… Porrinha ou purrinha, conforme a variante linguística mangabeirense. Um joguinho de tirar sorte no qual as moçadas das comunidades decidem quaisquer paradas na base duns palitos de fósforos em mãos fechadas à adivinhação…

É assim mesmo que Mc Menor Ousado e sua Trupe, todos eles juntos e misturados, entendem que sua arte musical tem de caminhar junto às massas, caso ainda pretendam também que essas massas, mesmo num futuro breve, médio, e/ou a longo prazo, venham comer e saborear os seus biscoitos finos.

Advertisements

About fucirla

Fundação semiótica idealista à procura do paraíso perdido da pesquisa científica por obra e graça da corrupção do Governo FHC/PSDB que tomou conta do país, açambarcando-o do Oiapoque ao Chuí, e causando estragos irreversíveis à ciência.
Video | This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s